quarta-feira, 27 de agosto de 2014

O avanço da perseguição aos cristãos do Mali

Há dois anos, igrejas foram queimadas e diversos cristãos se tornaram alvo de agressões e ataques. Em 2014, o Mali ocupa o 33º lugar da Classificação da Perseguição Religiosa

Em 2012, o Mali parecia ser outro Estado à beira de sucumbir a uma tomada islâmica. Mas em janeiro de 2013, o exército francês interveio e ajudou a estabilizar a situação, pelo menos temporariamente. Infelizmente, para a comunidade cristã, a infraestrutura do cristianismo no norte foi, em grande parte, destruída.

Os cristãos que estão lentamente voltando para o norte do país são forçados a reunir-se em salas de aula porque as igrejas foram saqueadas ou demolidas. Um colaborador da Portas Abertas comentou: "Construir uma presença cristã de novo vai ser muito difícil, e a maioria dos cristãos que fugiu do norte está com medo de voltar."

Mesmo que grande parte dos cristãos do Mali, que compõem menos de 5% da população, viva na região sul, eles ainda se sentem ameaçados por radicais islâmicos do norte e temem um novo levante.

As ameaças deixaram a comunidade cristã abalada, mas confiante na proteção de Deus. Ore para que os cristãos sejam fortalecidos e tenham condições de levantar novas igrejas e locais de culto.

Fonte: Portas Abertas Internacional
Tradução: Ana Luíza Vastag
Via: Portas Apertas - Link

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos

Contato rápido

Nome

E-mail *

Mensagem *

Parceiros

Tecnologia do Blogger.