quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Estado Islâmico ataca cristãos em acampamentos de refugiados

Estado Islâmico ataca cristãos em acampamentos de refugiados

Enquanto o mundo observa horrorizado a chamada ‘crise dos refugiados’, milhares de pessoas foram obrigas a sair de suas casas, sobretudo no Oriente Médio, e a viver em acampamentos de refugiados.

Contudo, na Jordânia existe uma ação de soldados do Estado Islâmico que se infiltraram com o objetivo de matar cristãos nesses locais. Está provado que jihadistas vindos do Iraque e da Síria foram propositalmente colocados entre os imigrantes em fuga da perseguição.

Um deles acabou se convertendo a Jesus e decidiu revelar o plano do Estado Islâmico. Embora não tenha seu nome divulgado, ele afirma que mudou de opinião após ver como os voluntários cristãos ajudam a todos no campo de refugiados, independentemente de sua religião.

Funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU), que administram os acampamentos, admitem que ataques e mortes vem ocorrendo. Existe ainda casos em que mulheres refugiadas são sequestradas para servir como escravas sexuais.

O medo tem tomado conta de alguns desses assentamentos de migrantes, que não querem falar sobre o assunto temendo serem mortos também. Isso tem dificultado a investigação da ONU. O temor das autoridades europeias é que esses soldados do Estado Islâmico consigam entrar nos países que estão acolhendo refugiados e montar células terroristas.

Isso remete a mais um grave elemento nessa situação caótica. Ao menos 7.000 homens que foram recebidos em abrigos da Alemanha, principal destino dos refugiados, “desapareceram misteriosamente”.

Como a maioria ainda não havia sido registrada pelo governo, não se sabe quem são ou para onde foram. De uma hora para outra, eles simplesmente foram embora, o que aumenta o temor que são jihadistas e que tudo faz parte de um plano maior. O governo evita admitir que eles podem ser terroristas em potencial, especialmente por que parte da opinião pública já não vê os imigrantes muçulmanos com bons olhos.

Recentemente, o Estado Islâmico admitiu que está infiltrando soldados na Europa, aproveitando a falta de controle nas fronteiras. “É nosso sonho que haja um califado não só na Síria, mas no mundo inteiro”, disse um deles a um repórter americano. “E vai ocorrer em breve”.

Com informações de Jihad Watch e Express
fonte: gospel prime

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos

Contato rápido

Nome

E-mail *

Mensagem *

Parceiros

Tecnologia do Blogger.