domingo, 31 de janeiro de 2016

Os chineses precisam das nossas orações

29-china-0300100122

"O maior desafio é não poder servir a Deus livremente nesse lugar"

Joyce* é uma cristã chinesa que lidera uma igreja de origem muçulmana em seu país. Atualmente, ela está enfrentando diversos desafios no norte da China. "O maior desafio é não poder servir a Deus livremente nesse lugar e o outro é que temos que encontrar uma maneira de impactar a comunidade muçulmana local, mas eu não tenho muita experiência para negociar", comenta a chinesa.

Ela e seu marido estão planejando criar uma empresa para fazer negócios. "Será um grande testemunho para mostrar aos outros muçulmanos que Deus está nos abençoando. Se nós progredirmos financeiramente, chamaremos a atenção deles", diz entusiasmada. A Portas Abertas tem colaborado com os cristãos chineses, sensibilizando-os sobre a perseguição religiosa, fornecendo materiais de treinamento e discipulado bíblico, principalmente aos cristãos de origem muçulmana e tibetana.

O trabalho de evangelização na China tem sido árduo, já que a nação apresenta múltiplas faces. Só no ano passado, os cristãos sofreram com uma campanha anticristã que derrubou mais de 1.500 cruzes de ambientes religiosos, a fim de exterminar com os símbolos cristãos no país. Além disso, mais de 400 igrejas foram completamente demolidas. Os cristãos chineses precisam de suas orações.


*Nome alterado por motivos de segurança.

Pedidos de oração

Ore pela Joyce e seu marido para que tenham êxito nos negócios e estratégias para chamar a atenção dos muçulmanos para o evangelho de Cristo.
Peça a Deus para que o casal tenha sabedoria para lidar com os negócios e os compromissos do ministério ao mesmo tempo.
Ore também pela nação chinesa, para que mais vidas sejam alcançadas pelo amor de Jesus e que se convertam de todo coração.

Fonte: PortasAbertas

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos

Contato rápido

Nome

E-mail *

Mensagem *

Parceiros

Tecnologia do Blogger.