sábado, 22 de outubro de 2016

Pastora que se tornou ateia se reencontra com Deus


Em março de 2012, pela primeira vez na vida, Teresa MacBain confessou diante de uma plateia que ela não acreditava em Deus. Pastora de uma igreja Metodista em Tallahassee, Flórida, com 200 membros, ela parecia aliviada em desabafar.

Era uma conferência da organização Ateus Americanos e ela disparou: “Eu dizia que estava no caminho certo e que vocês iriam queimar no inferno. Estou feliz em dizer, diante de todos aqui, que eu vou queimar com vocês!”. Foi ovacionada pela plateia.

Teresa passou a fazer parte do The Clergy Project [Projeto Clero], criado pela Fundação Richard Dawkins para ajudar líderes religiosos que passaram a questionar a fé ou simplesmente deixaram de crer.

Entre os 44 e os 48 anos de idade ela viveu o estilo de vida ateu, após ter abandonado sua igreja e, segundo ela mesmo, ter perdido seus amigos. Agora ela afirma que conheceu a Deus de verdade e volto a crer.

De acordo com seu site pessoal, Teresa “redescobriu a graça de Deus através da música e da compaixão demonstrada pela família e amigos. Sua jornada única a levou até sua missão de vida: ajudar pessoas que estão questionando sua fé”.

Ela também fez um vídeo, chamado “Grace Redifined” ´[Graça Redefinida] para contar sua história. Obviamente o The Clergy Project, onde ela trabalhou como tesoureira, não ficou muito satisfeito em saber que ela voltou para sua “fé cristã”. Em nota oficial, comunicou o desligamento da ex-pastora da comunidade, mas encerrou com um tom positivo. “Assim como somos livres para trocar o supernaturalismo pelo ateísmo, somos livres para mudar de ideia de novo”.

Segundo seu site oficial, Teresa se considera uma “cristã progressista” que deseja ajudar as igrejas a criarem um espaço acolhedor onde as pessoas com dúvidas sobre a fé possam ser ajudadas. Ela agora lidera um ministério chamado Crossroads [Encruzilhada], que faz parte da congregação que ela frequenta: a Primeira Igreja Metodista Unida de Cullman, Alabama.

Além de fazer estudos bíblicos, ela também toca no louvor. Não voltou para o ministério em tempo integral, mantendo seu trabalho como consultora de marketing e webdesigner.

Mais pastores ateus
No início de outubro, a pastora Gretta Vosper da Igreja Unida de West Hill, em Toronto, Canadá, venceu mais uma batalha na luta contra sua denominação. Ela assumiu diante da igreja que não crê em Deus e transformou os cultos em um momento para reflexão e discursos de autoajuda.
Ameaçada de ser expulsa da Igreja Unida do Canadá, ela declarou publicamente acreditar que metade dos pastores de sua denominação também não acreditavam no Deus da Bíblia.

Na tentativa de mostrar que isso não era verdade, o pastor Richard Bott, um dos líderes da denominação, criou uma pesquisa online sobre as crenças dos pastores e líderes da Igreja Unida.

Surpreendentemente, o resultado final mostra que 20% dos pastores afirmaram não crer no Deus descrito na Bíblia. Vinte e nove por cento acredita em Deus, mas não o vê como “sobrenatural”. Pouco mais de 2% disseram ver Deus como uma “força” e 15,6% percebem a Deus como uma “metáfora”.
Agora a denominação estuda como irá lidar com a ‘descoberta’ de que existem mais pastores ateus que se podia imaginar.

Com informações de Patheos
Fonte: GospelPrime

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos

Contato rápido

Nome

E-mail *

Mensagem *

Parceiros

Tecnologia do Blogger.